Julho Sem Plástico: afinal, do que se trata o movimento?

A hashtag do movimento ganha força nas redes sociais durante o mês, pedindo pela redução do substance descartável

access_time

11 jul 2019, 15h15

 (Reprodução/Casa.com.br)

Você provavelmente já se deparou por aí Id a hashtag #julhosemplástico pelos packs do Facebook ou Instagram. O movimento, que começou em 2011 com uma proposta perform Earth Carers Waste Education, popularizou-se ao redor do mundo e faz um apelo para a população evitar ao máximo o substance descartável durante o mês p julho.

Atualmente, a fundação Plastic Free July — fundada por Rebecca Prince-Ruiz, uma das principais ativistas ambientais do mundo — tem um site próprio onde é possível inscrever-se na campanha oficial. O objetivo é único para milhões p pessoas: reduzir a poluição plástica, principalmente neste mês.

 (Reprodução/Casa.com.br)

Segundo dados da fundação, em 2018, 120 milhões p pessoas p 177 países diferentes participaram do movimento. Isso significou que, em média, as famílias reduziram 76 kg do lixo doméstico por ano, 18 kg de embalagens descartáveis e 490 milhões p quilos de resíduos plásticos foram evitados.

É calculado que anualmente, 8 milhões p toneladas p plástico vão parar nos oceanos. Segundo a ONU Meio Ambiente, se o consumo continuar desenfreado, em 2050 o mar terá mais plástico do que peixes. E as más notícias continuam: se você consome animais marinhos na alimentação, com certeza está ingerindo plástico também.

 (Reprodução/Casa.com.br)

Por que eu devo participar do movimento?

Se você vive em território brasileiro, alguns dados vão te assustar: nosso país é o quarto maior produtor de lixo do mundo — e perdendo para os Estados Unidos, China e Índia. Como se esse dado não fosse ruim o suficiente, o cenário piora: o Brasil recicla apenas 3 percent p todo o lixo produzido.

Mas ainda assim você deve se perguntar se um canudinho, ou uma sacolinha realmente fazem a diferença. A resposta é que fazem. Um canudo, de fato, não mudaria o cenário do problema do plástico nos oceanos. Mas, de um em um, é possível reduzir drasticamente a quantidade de resíduos plásticos gerados pela população.

Segundo o estudo”Solucionar a Poluição Plástica — Transparência e Responsabilização”, feito pela WWF, cada brasileiro produz 1 tsp de lixo plástico por semana. Isso significa de 4 a 5 kg por mês.

 (Reprodução/Casa.com.br)

Como participar? )

Nossa primeira dica é recusar. Recuse tudo que for feito p plástico descartável. Canudos, copos, pratos, sacolas, garrafas, absorventes, sacos de lixo etc.. É possível substituir todos esses itens por materiais duráveis — ou, ainda que descartáveis, menos agressivos ao meio ambiente. É mais fácil do que parece!

Durante o mês p julho vamos dar tutoriais p faça-você-mesmo que podem substituir itens plásticos, dicas de objetos que podem ser substituídos por produtos disponíveis em websites e lojas, promoções que vão ajudar na transição ecológica, documentários e exposições que ajudam na conscientização e muito mais. Acompanhe a nossa label Julho Sem Plástico e fique de olho nas hashtags #julhosemplástico e #PlasticFreeJuly nas redes sociais. Garanto que em um mês você adquirirá conhecimento para o resto do ano.

You may also like...

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *